Descoberta a razão pela qual falta estoque do Nintendo Switch


Nem mesmo a Nintendo esperava tamanho desempenho comercial, tudo isso graças ao sucesso do Switch.

Durante a divulgação de seu balanço financeiro, relacionado ao primeiro trimestre fiscal de 2017, a empresa revelou que 4,7 milhões de unidades do aparelho já foram enviados às lojas.

Durante o mesmo período, a empresa já enviou 13,6 milhões de softwares do console às prateleiras. A previsão da companhia é que, até o fim do ano fiscal (que se encerra em 31 de março de 2018), pelo menos 12,74 milhões de unidades do dispositivo, número que se aproxima das vendas totais do Wii U durante todo seu ciclo de vida (13,56 milhões de unidades enviadas).

 Segundo o relatório financeiro, o desempenho forte do Switch e do 3DS fez com que as vendas da Nintendo aumentassem em 148,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Os lucros ordinários da companhia passaram a 30,960 milhões de ienes, o que deu a ela um lucro de operação de 16,208 milhões de ienes.
Entre os games que se destacaram no período estão ARMS (1,18 milhões de unidades enviadas), Mario Kart 8 Deluxe (3,54 milhões) e The Legend of Zelda: Breath of the Wild (3,92 milhões). Já no campo do 3DS, Fire Emblem Echoes: Shadows of Valentia teve um desempenho forte tanto no Japão quanto em mercados ocidentais (números exatos não foram divulgados pela Nintendo nesse caso).

Lembrando que, em ainda em 2017, temos os lançamentos Splatoon 2, Super Mario Odyssey, Hey! Pikmin, Pokémon Ultra Sun/Ultra Moon, o Super NES Classic Edition, e seus títulos mobile.

Entenderam o porque falta estoque?

Que empresa daria conta de uma procura tão acima da média?

Via TecMundo Games

anadao2
Analista de Sistemas no UOL, apaixonado por games e crítico ao extremo.

Descoberta a razão pela qual falta estoque do Nintendo Switch

Login

Ainda não tem uma conta?
Registrar-se

Resetar Senha

Back to
Login

Registrar-se

Captcha!
Back to
Login
Choose A Format
Artigo
Escreva textos, incorpore vídeos e links
Video
Incorpore vídeos do Youtube, Vimeo e Vine Embeds