HQs: A arte Imortal


-1
-1 points

Olá Nerds, vamos conversar?

Resultado de imagem para hqs

Em um universo Nerd de gostos peculiares, cultura que se renova a cada segundo e inúmeras novas "tribos" que invadem tudo que conhecemos sobre cultura Geek, uma bela arte que mesmo entre altos e baixos sempre esta presente em nossa Galáxia, são as HQs, histórias em quadrinhos ou os famigerados Gibis, este conceituado molde artístico, por muitos, é considerada como a Nona Arte.

Do que se trata?

Apesar de não ser considerada uma vertente da literatura, as HQs aliam de maneira muito interessante imagens a textos, enriquecendo também o vocabulário de seus leitores. HQs retratam histórias fictícias ou cotidianas de maneira com que o leitor possa interagir visualmente com a arte, aprecie a narrativa e obtenha uma intimidade maior com os aspectos de cada cenário e personagem;em suma, existe uma conectividade entre à narração, apresentação do texto e imagem que buscam estabelecer complementos entre as partes. Sendo em um cenário totalmente infantil, em que em alguns momentos o final da história tem uma bela moral, como nas histórias de Maurício de Souza, ou em títulos infanto juvenil e adultos, como dos fantásticos autores Stan Lee, Jack Kirby, Alex Ross e Frank Miller; este tipo de arte atrai, impressiona e inspira outras artes como o cinema a adaptarem suas belas história para mais um meio onde os leitores passam apreciar as HQs e observá-las em uma arte diferente.

História

O americano Richard Outcalt criou o pai de todas as HQs, denominada "The Yellow Kid", em 1895, era uma tirinha publicada em jornais de Nova York e foi extremamente bem vista por todos, sendo disputada por muitos para que obtivessem a publicação exclusiva da série. O padrão desta tirinha era exatamente igual ao que temos hoje, balões, ações fragmentadas e personagens fixos.

As comics, como são conhecidas nos países de língua inglesa, surgiram na mesma época do cinematógrafo, porém, diferente do que aconteceu com o cinema, que desde sua estreia foi considerado a sétima arte, os quadrinhos não receberam a devida importância dos críticos, tornando-se, para os tradicionalistas artísticos e influenciadores, algo considerado ruim para crianças e adolescentes. Isso aconteceu em virtude das temáticas abordadas, que fugiam às narrativas convencionais. Essa inovação provocou muita "torção de nariz" e as impressões iniciais sobre as HQs transportaram a arte sequencial para a "Gotham" das artes, onde permaneceu até a década de 60, quando invadiu o universo acadêmico e ganhou a simpatia de estudantes e professores.

Resultado de imagem para código dos quadrinhos

O desgosto de certa parte da população, nos EUA, gerou algo estranho, um pesada censura criada pela Associação Americana de Revistas em Quadrinhos (Comics Magazine Association of America – CMAA), como nome de Código dos Quadrinhos. Este código surgiu com o intuito de garantir a qualidade do conteúdo das histórias nos quadrinhos para que os pais soubessem que aquelas histórias não conteriam nada inapropriado para seus filhos. A iniciativa da Associação Americana de Revistas em Quadrinhos surgiu em resposta às acusações levadas ao Senado estadunidense nas seções que debateram a delinquência juvenil, entre os anos de 1953 e 1954, algo que acontece de modo similar em temas como "jogos geram violência" e "a influencia do cinema em nosso cotidiano".

Hoje

As revistas em quadrinhos tem recebido uma valiosa atenção, especialmente das industria cinematográfica, sabendo que, a Marvel, com seu poderoso MCU baseia seus filmes em suas HQs. Claro, isso acaba por gerar certo descontentamento dentre o fanáticos fãs devido ao fato de que não é possível reproduzir a mesma história nas HQs e nos cinemas, porém é sempre um espetáculo a parte ver referencias e adaptações nas telonas ou em séries.

Resultado de imagem para marvel vs dc

Desde meados dos início do século, Marvel e DC travam uma ferrenha luta para ver quem domina o universo das HQs e a cada década, uma se sobressai a outra, tendo quase que um revesamento e esta batalha interminável gerou tempos de crises, troca de editores entre as produtoras, compras estranhas de direitos de personagens e até mesmo CrossOvers.

Digitalização de mídias

Resultado de imagem para hqs digitais

Com o passar dos anos e a popularização da tecnologia para as grandes maiorias, muitas das grandes empresas de HQs tem desenvolvido aplicativos para vendas de e-comics ou outras, que, apenas geram apps para leitura de quadrinhos, facilitando ao leitor levar suas histórias preferidas para onde quiser, porém, tirando o prazer de se obter a física história em mãos, a evolução em alguma vezes parece um retrocesso, mas o modo de litura proporcionado por um aplicativo, chega a ser mais imersivo do que a HQ física. Seja qual for sua empresa preferia, ou estilos de história, seja em tipo de mídia A ou B, sabemos que mesmo em meio as crises, a proporção que as HQs tomaram, especialmente em séries e no cinema, podemos constatar que mesmo em tempos de crises, as HQs sempre estarão circulando no meio Nerd e sendo assunto na rodas Geek e este belo estilo de arte, provavelmente será eterno e infindável...


Veja os comentários abaixo!

-1
-1 points

Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
1
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Amei Amei
0
Amei
Nãaoo Nãaoo
1
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso
Raiva Raiva
1
Raiva
Choose A Format
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Convencional
Formatted Text with Embeds and Visuals
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes