0

Olá meus queridos leitores do Galáxia Nerd, aqui é o Hazumi e trago a vocês a crítica SEM SPOILERS do mais novo filme da DC, Coringa.
Primeiramente vale ressaltar que esse filme não faz parte do universo de filmes da DC (DC Extended Universe), é um filme a parte e não compõe esse universo de filmes compartilhados, certo?
Primeiramente é necessário destacar a atuação excelente de Joachim Phoenix, que não mais, não menos, nos trouxe o personagem à vida, duvido muito que algum outro interprete do Coringa consiga transmitir tudo que o Joachim Phoenix transmitiu, desde a risada extremamente dolorida até as mudanças entre uma feição e outra, que compõe todo o personagem.
A fotografia do filme está maravilhosa, trazendo um tom dessaturado. A Gotham CIty apresentada no filme lembra uma Nova York da década de 80, suja e caótica.

A trilha sonora também não deixa nada a desejar aumentando de forma significativa toda a tensão que o filme traz, e por falar em tensão, o filme é tenso desde o seu início, o personagem Arthur Fleck (Joachim Phoenix) nos traz esse constante estado de apreensão, afinal, sabemos o resultado final de seu personagem, porém a construção do mesmo durante todo o longa é perturbadora, o personagem de início já se mostra com problemas psicológicos que apenas vão se agravando com o passar do longa até o momento em que Arthur Fleck chega ao seu limite, destruído por todas as infelicidades que a vida lhe acometeu, transformando-se lentamente no Coringa.

Não espere um filme de anti-herói como Venom, e Deadpool, não espere ver um filme cheio de momentos de ação e momentos clichês já cotidianos em filmes do gênero, Coringa deve ser encarado como uma Obra Única, uma construção de personagem sem igual até o momento, o filme tem seus momentos com uma ou outra tomada mais agitada, mas a atmosfera em si consiste dos poucos momentos de Arthur Fleck até ser sugado por todo o caos e infelicidades da vida.
Em seu ato final, Joachim nos entrega um Coringa extremamente perturbado, ainda entendendo e reconhecendo toda a sua grandeza em meio ao caos do mundo, e aceitando por fim todo o próprio caos.

Trailer final:

CORINGA - Trailer Final

O Filme é pesado logo aviso, e do começo ao fim a atmosfera criada pela fotografia e a trilha sonora (Hildur Guðnadóttir) e a impecável atuação de Joachim Phoenix causam um tremendo desconforto, proposital, a quem esteja assistindo, todo esse desconforto é criado de forma para que o público crie um certo apego, ouso dizer até dó, do personagem antes e até depois de sua transformação final no Coringa.


Veja os comentários abaixo!

0

Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
0
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Amei Amei
3
Amei
Nãaoo Nãaoo
0
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso
Raiva Raiva
0
Raiva
Hazumi

Choose A Format
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Convencional
Formatted Text with Embeds and Visuals
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes