Review: CrossCode, um Novo Indie para 2020
0

Olá Nerds…

O poder dos games independentes (assim como CrossCode) é fantástico e ao mesmo tempo surpreendente; as boas histórias e estilos diferentes de jogos apresentados por empresas menores, fazem com que os gamers tenham esperança de que o monopólio das grandes produtoras, um dia cairá por terra.

CrossCode é um action RPG com estilo retrô, em 16 bits, lançado para PC com Windows em 20 de Setembro de 2018 e em 9 de Julho de 2020 para os consoles da atual geral, e nós, desta Galáxia tão distante, realizamos a review via PlayStation 4. Este game foi produzido pela Radical Fish Games e tem como maior atratividade sua história e seus puzzles.

Advertisement

Enredo

Diferente de boa parte dos RPGs, CrossCode não tem uma temática medieval, mas sim, futurista em um ambiente que nós gamers conhecemos bem, MMO. Todavia, aqui,  o objetivo não resume-se em alcançar um grande poder ou itens lendários para humilharmos os noobs, mas sim, percorrer a aventura e apreciar a história.

Vivemos Lea, a protagonista que será nosso “char” , ela é diferente, pois é independente de controles pré programados, e por ter alguns probleminhas em seus códigos, ela é muda e vai recebendo upgrades com o passar do game. Com nossa personagem, faremos quests, entraremos em dungeuns, e buscaremos respostas para seu passado e sua vaga memória. O conceito básico do jogo é matar inimigos, evoluir Lea, buscar respostas e explorar CrossWord, parece clichê e monótono, mas é muito interessante.

Cada personagem (ou NPC) tem sua função própria na “vida” de Lea, muitos são apenas outros “chars” de outros players em um mundo de MMO. Os diálogos são intensos e interessantes, mesmo sendo em inglês, vale a pena prestar atenção, salvo que, as conversas com seu mentor são na maioria das vezes bem engraçadas.

Jogabilidade

O game nos oferece uma jogabilidade muito fluida e precisa. Nossa personagem possui ataques corpo a corpo com a arma que temos em mãos e ataques a distância, que também servem para resolução dos diferentes puzzles. Algo bem interessante é a combinação entre ataques e esquivas, o que da um ótimo dinamismo as lutas. Não temos um botão específico para saltos, já que, todas as ações desse tipo são feitas de maneira automática em pontos específicos, e vale a pena ressaltar que a versão de consoles consegue ser ainda melhor em suas movimentações e ações, aumentando ainda mais a ação do game.

Audiovisual

Este jogo nos presenteia com um ótimo gráfico 16 bits, baseado nos clássicos dos anos 90, não temos a visibilidade 3D, e também não temos um side-scrool onde vamos só na horizontal, porém, há uma “mescla” entre os dois estilos, quase um 2,5D, um visão isométrica muito conhecida por jogadores de PC, o cenário é grande e nos possibilita ótimas explorações.

Deck13 and Radical Fish Games provide an update on the Console ...

O áudio do game é simplista, porém muito satisfatório, ele auxilia a imersão do game com um fator básico, não atrapalhar e passar desapercebido, isso é uma interessante, variando entre ponto positivo e negativo, porém, já dizia o velho ditado: “muito ajuda quem não atrapalha”.

Trailer

 

Versões físicas do game podem ser encomendadas através do site https://crosscode.inin.games/

Advertisement
  • Nível de Recomendação - 7/10
    7/10

Veredito

O game vale muito a aquisição, CrossCode trata muito bem o estilo retrô e faz uma bela aplicação nostálgica com seus 16 Bits; sua fluides, dinamismo e diálogos imersivos fazem o game ter um interessante diferencial dentre tantos outros games Indies, e devido a isso, com muita justiça, ele foi caprichosamente portado para os consoles.

Overall
7/10
7/10
Recomendação do Usuário
3 (1 vote)

Pros

  • História;
  • jogabilidade.

Cons

  • Gráficos pouco polidos.

Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
0
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Nãaoo Nãaoo
0
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso