0

Gellert Grindelwald está reunindo seguidores para por em prática um plano que mudará completamente o futuro do mundo bruxo e trouxa (humanos comuns). Do outro lado desse embate temos Alvo Dumbledore, Newt Scamander e seus aliados.

A direção continua por conta de David Yates, o mesmo dirige os filmes da franquia desde “Harry Potter e a Ordem da Fênix“. Nesta sequência Yates está mais preciso. Um exemplo disso é a cena de fuga que ocorre logo nos primeiros segundos do longa, ela é super bem dirigida, genial e cheia de energia. Energia essa, que pra alguns pode ser considerada perdida em grande parte do filme, mas isso já se deve ao roteiro.

J.K Rolling criadora da série de livros “Harry Potter”, começou seu trabalho como roteirista no primeiro “Animais Fantásticos” e permanece na sequência. Vamos direto ao ponto, ela não sabe fazer roteiro para filmes, pelo menos por enquanto. Mas calma, vamos por partes. Eu como fã não saí frustrado do cinema após ver “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald“. Porém, como crítico preciso ver todos os lados da moeda.

O roteiro passa a sensação de que estamos assistindo literalmente um livro, não, você não leu errado, é bem isso mesmo. Em suas obras é perceptível as evoluções técnicas literárias, e como J.K Rolling adora contar tudo nos mínimos detalhes, e a mesma faz isso de maneira bem inteligente. Entretanto, este segundo filme confirmou algo: ela ainda não encontrou a maneira certa de adaptar suas ideias para um roteiro de cinema. O receio que fica, é da possibilidade dela nunca encontrar, e nem do Diretor Yates e David Heyman (produtor desde a primeira adaptação de Harry Potter) não darem os toques necessários a ela por não se acharem aptos de opinar em sua criações, já que os mesmos amam e admiram suas obras.

Por conta da Rolling ainda não ter essa noção, temos um excesso de informações que fazem mais sentido em um livro do que em um longa-metragem, e isso acaba fazendo com que o mesmo pareça ser mais uma introdução, sendo que se trata de uma sequência. Outro detalhe é a quantidade altíssima de fan service, existe por exemplo uma enxurrada de cenas gratuitas, que claramente estão ali apenas para agradar os fãs.

Então isso tudo é ruim? Não necessariamente, depende do espectador. Para um fã de suas obras vai ser como uma experiência familiar e marcante, o mesmo vai sair da sessão com vontade de quero mais. Agora se for alguém que não conhece nada das obras literárias, nem dos filmes anteriores e espera por algo mais padrão, vai sair com certeza frustrado. Porém, se for um indivíduo que não seja tão familiarizado todavia tem a mente aberta para coisas diferentes, provavelmente vai se agradar, não na mesma intensidade, mas vai, até porque o filme apresenta uma trilha sonora encantadora e uma direção de fotografia impecável, ou seja, “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” é belíssimo.

Falando em beleza, os animais desta sequência são adoráveis, são muito bem construídos tanto na questão de personalidade quanto da aparência. Destaque para o Zouwu, trata-se de uma espécie de leão mágico chinês. A impressão que fica é a de que cada capítulo terá uma criatura principal.

Vale também destacar as atuações. Eddie Redmayne continua agradando com sua atuação como Newt Scamander, há uma excentricidade muito cativante aqui e que a cada longa ela só evolui. Recentemente o ator comentou que Newt se encontra em algum nível de autismo. Ao meu ver é algo que faz bastante sentido.

Entretanto, as estrelas de “Os Crimes de Grindelwald” no quesito atuação são Jude Law como Alvo Dumbledore e Johnny Depp como Gellert Grindelwald. Law consegue transmitir bem toda confiança, charme e sabedoria confortante que o personagem tem. Mas é Johnny que consegue entregar desta vez algo realmente novo tanto para o universo criado por J.K Rolling, quanto para si próprio como ator, é o seu melhor papel em anos, não há aqui nem um resquício de Jack Sparrow, e sim algo totalmente inédito, sólido e cativante.








A sua opinião sobre esse artigo pode ser escrita abaixo!

0

Reação Nerd:

Gostei Gostei
0
Gostei
Uau Uau
1
Uau
Amei Amei
2
Amei
Nãaoo Nãaoo
0
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso
Raiva Raiva
0
Raiva
Gabriel Corrêa
Sou amante da cultura nerd em geral e também sou louco pela arte do cinema. Porém, minha verdadeira paixão são os Video Games. Não tenho restrições de plataformas, gosto de jogar em todas seja Nintendo, Xbox ou PlayStation. Meus gêneros de jogos favoritos são: rpg, puzzle, aventura e survival horror. Mas procuro jogar de tudo, principalmente para aumentar meu conhecimento e experiência gamer.
Escolha um formato
Enquete
Crie uma enquete onde a decisão será tomada por opiniões através de uma votação
Convencional
Crie um texto, insira imagens e vídeos.
Ranking
Os votos mudam a posição de cada item nesse ranking
Meme
Faça Upload de imagens e crie o seu próprio meme