O dia em que meu PS5 queimou
0
Advertisement

PS5

Era um domingo à noite, eu tinha recém recebido o PS5, uma ansiedade imensa até conseguir tê-lo em minhas mãos.

Fiz a pré-venda em setembro, no primeiro dia de pré-vendas, fiz isso para poder recebê-lo o mais próximo da data de lançamento o possível. Coloquei para retirar na loja porque, em setembro, ninguém sabia que o console seria vendido exclusivamente por meio digital; minha esperança era receber no dia do lançamento, junto com o estoque que a loja, supostamente, teria. Não foi isso que aconteceu, logicamente. A data de entrega estava marcada para o dia 26 de novembro, no máximo, mas, assim que recebi a nota fiscal por e-mail, a data de entrega foi antecipada para o dia 23, um alívio.

Advertisement

Mas dia 23 chegou e não tive nenhuma atualização sobre a entrega, o último status tinha sido no sábado, 21; desde então, não tive mais notícias. Chegou terça, e o mesmo sofrimento, “é hoje, não é possível!”, nada. Quarta, mesma coisa. “Vai chegar no último dia mesmo essa p%#*a?! Nunca recebi nada no último dia, aconteceu alguma coisa com meu pedido, não vou receber esse console nunca!”. Quanto mais eu desejava esse console, mais os dias passavam devagar e eu não tinha ele. Cheguei a duvidar da empresa, “perderam meu PS5! Só pode!” e, por alguns momentos de devaneio, “esse console nem existe, não é possível, as pessoas estão brincando comigo! Não é possível! Todos já receberam, menos eu!”. Foi uma longa espera, uma semana pareceu um mês. O console acabou chegando na sexta, 27, Black Friday. Ótimo! Tive que ir buscar no dia que as lojas estão mais lotadas, foi um inferno. Peguei Uber na ida, engarrafado; Uber na volta, mais engarrafado ainda. Enfim, cheguei em casa, um alívio. O primeiro jogo que testei já dá pra adivinhar: Astro’s Playroom, um verdadeiro show com o novíssimo Dual Sense, meu Deus! Junto com o console, peguei Demon’s Souls – sou fanboy de todos os jogos da série souls declaradamente – e Spider-Man: Miles Morales Ultimate Edition – peguei essa versão porque eu não joguei as DLC’s da versão de PS4, no fim, compensou. Enfim, a espera valeu muito a pena, eu nem estava acreditando que estava finalmente com o PS5 na minhas mãos, nada poderia dar errado agora…

Era domingo à noite, uma noite após eu estar com o console em minhas mãos. Resolvi ligar ele para jogar um pouco de Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 – a retrocompatibilidade é uma coisa fantástica! -, mas ele não ligou. “Como assim? Será que eu fiz alguma coisa errada?”. Tentei de novo… Ele começou a reparar o HD externo, mas não concluiu e logo desligou. “Vou remover da tomada” e tentei de novo; começou a ligar, acendeu as luzes azuis, mas logo parou e desligou sozinho. “Vou tirar o HD externo e remover o HDMI e o cabo de energia de novo”; começou a ligar, acendeu as luzes azuis… mas logo parou e desligou sozinho. “Caramba! Não é possível que isso vai acontecer comigo!”, quase – apenas quase – entrei em desespero. Fui para a internet, pesquisei tudo que eu pode, não achei muita informação; Youtube, pesquisei geral, tinha uma pessoa com o mesmo problema que eu, mas ele só tinha gravado o vídeo avisando o problema, não tinha a solução. Pensei, “vou resetar, é o jeito, última opção. Mas e seu eu perder tudo? Caramba, e aquele save de Demon’s Souls? Será que vou perder?”. Segurei o botão de desligar por uns 10 segundos, entrei no modo de segurança e desci até a opção 6, “vamos lá, só rezar”. O sistema não desligava sozinho dentro do modo de segurança, então não podia ser algum problema de fábrica, isso me tranquilizou na hora. Depois de alguns poucos minutos o sistema reiniciou e fez aquela mágica linda de quando a gente liga o PS5 pela primeira vez. Estava tudo certo, que sufoco!

Após todo esse perrengue, acabei descobrindo que o problema estava no HD externo, não pode usar ele direto do PS4 para o PS5, parece ocorrer um problema de compatibilidade de alguns jogos, não se sabe quais. O ideal a se fazer é formatar o HD externo direto do PS5 e baixar os jogos direto para ele, assim você não terá problemas. Inclusive, passar jogos do PS4 para o PS5 por cabo de lan também está dando esse problema – ou pelo menos tava, depende do dia em que você vai ler isso.

Advertisement

De tudo isso, ficou a lição: nunca compre um console no lançamento, todos eles vêm com defeito. Não, não, brincadeirinha, compre no lançamento que só assim você aproveitará a geração inteira desde o primeiro dia; não se preocupe qualquer aparelho elétrico é passível de problemas, é por isso que existe a garantia.

E você, caro leitor nerd, teve algum problema com seu PS5? Caso você tenha deixado para comprar depois, comenta aí o motivo disso e se você tem alguma história de alguém que você conhece que se deu mal por ter comprado no lançamento.

Advertisement



Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
2
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Nãaoo Nãaoo
1
Nãaoo
Confuso Confuso
1
Confuso
Rafael_Cinza

Choose A Format
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Convencional
Formatted Text with Embeds and Visuals
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes