[Review/Análise] Dragon Ball Z: Kakarot
0

Olá Nerds…

2020 será um ano nostálgico para os gamers, e existem muitos jogos aguardados pelos fãs, com isso, veremos títulos fabulosos neste ano.

Advertisement

No dia 16 de Janeiro de 2020 a Bandai Nanco lança o aguardado Dragon Ball Z: Kakarot, para Xbox One (onde a análise foi realizada), Playstation 4 e dispositivos Windows.

Enredo

Este interessante game, retrata toda a tragetoria da Saga Z, está belíssima Saga da franquia DBZ, retratada em Mangás, Animes e vários games.

Viveremos nos principais pontos do Anime (Invasão Sayajin, saga Freeza, saga Cell e saga Majin Boo), toda via, o game tem como base a relacionamento entre personagens e a vivência de cada um, e este estreitamento histórico do enredo é obtido atravéz de objetivos secundários e cutscenes, mas de modo geral e superficial, estamos praticamente assistindo/vivendo o Anime novamente.

Jogabilidade

Este é um game de ação com muitas características aplicadas de RPG, como; party, ítens, níveis dos personagens, quests e escalonamento de habilidades.

As batalhas se assimilam com o game Dragon Ball Z: Legends, do PlayStation, bem dinâmicas, porém confusas e bagunçadas. Encontramos inimigos aleatórios em todo o lugar, e os Boss, apesar de fortes, tem o estilo de luta padronizado e a batalha acaba sendo mais nostálgica do que realmente boa.

O universo em que circulamos é um mundo semi-aberto, tendo algumas limitações, é possível explorar o cenário e buscar itens e colecionável (imagens e curiosidades da história de DBZ), porém, tudo que não faça parte a história linear torna-se massivo e intediante.

Gráficos

A arte gráfica dos personagens é muito bem animada, com perfeita caracterização a cada personagem em determinadas temporadas do Anime, porém, a interação entre cenário e personagem deixa a desejar; não é ruim, mas eles destoam no quesito padronização do estilo gráfico.

Mesmo não tendo uma absurda qualidade gráfica e nem um universo em sua maioria “vivo”, existem algumas quedas de frames em batalhas com vários aliados e oponentes e mesmo em 2020, esse game da loads muito longos, para várias ações bobas de mudança de cenários.

Sons

A parte sonora não fogem do padrão dos últimos games da franquia, sendo tudo baseado em gritos, explosões e barulhos de socos e chutes, e o critério som, em uma análise rápida é satisfatório.

Veredito

Dragon Ball Z: Kakarot carrega consigo o trunfo da nostalgia, sendo este, construído de modo especial para fãs da franquia, porém o peso de contar a mesma história novamente. Aplicar elementos de Openworld e RPG dá um ar interessante ao game, cheio de diversão e boas horas na aventura.

Advertisement
  • Nível de Recomendação - 7/10
    7/10

Veredito

Dragon Ball Z: Kakarot carrega consigo o trunfo da nostalgia, sendo este, construído de modo especial para fãs da franquia, porém o peso de contar a mesma história novamente. Aplicar elementos de Openworld e RPG dá um ar interessante ao game, cheio de diversão e boas horas na aventura.

Overall
7/10
7/10

Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
2
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Nãaoo Nãaoo
0
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso