[Review/Análise] Vigil: The Longest Night para Nintendo Switch
0

Batalhe pela noite mais longa e descubra a verdade por trás da escuridão eterna, a irmã misteriosa de Leila e os horrores sobrenaturais que a perseguem em um mundo que esqueceu a luz do dia.

Vigil: The Longest Night é um RPG de ação 2D com combate técnico preciso e uma narrativa forte. Inspirado por Salt and Sanctuary e Castlevania, Vigil: The Longest Night tem como objetivo desafiar os jogadores com sua dificuldade, enquanto os compele com um conto de terror sobrenatural. Siga Leila em sua missão para salvar sua cidade natal do mal que infesta a paisagem circundante. Navegue por um mundo que vagueia entre o sonho e a realidade, a sanidade e a loucura, e descubra o segredo da noite mais longa e das entidades monstruosas que invadem seu mundo.

Advertisement

Características do jogo:
* Experimente 4 tipos de armas e múltiplas variedades de cada tipo.
* Uma série de itens exclusivos para combinar com sua forma de jogar
* Uma fusão de prosa Lovecraftiana e cultura taiwanesa
* Complex Skill Tree para criar o melhor guerreiro da luz.
* Estilo de arte único inspirado na arte de corte de papel chinês
* Inimigos brutais com vários métodos de ataque e ataques surpreendentes
* Explore cavernas úmidas, vilas abandonadas e florestas assombradas
* Conheça os residentes da cidade natal de Leila enquanto eles lutam em um mundo de escuridão enlouquecedora
* Lute contra uma série de bosses horríveis das profundezas de seus pesadelos
* Múltiplos finais para desvendar
* Música do talentoso Jouni Valjakka da banda de metal Whispered

O que mais chama a atenção em Vigil são seus temas e detalhes visuais. Esqueça a trama, pelo menos por enquanto, porque o próprio mundo do jogo ganha vida graças ao estilo de arte marcante e aos cenários vívidos.

A certa altura, fiquei hipnotizado por gotas de água na tela do jogo, enquanto a chuva torrencial caía sobre Leila. Em outro caso, cadáveres ensanguentados e surrados espalhados por uma cripta, e eu senti as vibrações do Calabouço Mais Escuro . Mais tarde, tentáculos brotaram do solo com todo o terror de um conto de terror Lovecraftiano.

Ah, e houve até um momento em que coisas que eu pensei que eram parte da paisagem na verdade se transformaram em monstros – vespas venenosas e bichos que começaram a se mover assim que cheguei perto o suficiente.

O game segue o padrão metroidvania, e o jogador pode se preparar para se perder diversas vezes, pois o mapa é um verdadeiro pesadelo de navegar. O game é como um sucessor espiritual de Salt and Sanctuary, mas para ser justo, Salt and Sanctuary em si não tem um mapa, mas você pode montar o layout de um nível na maioria das vezes. Outros jogadores até concordaram com suas próprias criações feitas por fãs. Por outro lado, em  Vigil: The Longest Night , esses locais geralmente levam você a novas salas, caminhos subterrâneos e domínios labirínticos.

O áudio do game também é um show a parte, pois conta com o músico talentoso Jouni Valjakka da banda de metal Whispered, e suas composições ajudam em muito na ambientação do game. O jogo felizmente está com legendas em português.

 

  • Nivel de Galáxia Encontrada: - 8/10
    8/10

Veredito

Vigil: The Longest Night é um game para os amantes de jogos no estilo metroidvania, sua arte é única e chama a atenção por ser diferente. Suas mecânicas funcionam bem, o jogo pode ser punitivo algumas vezes, mas sempre te oferece satisfação ao vencer algum chefão, e o jogo possui muitos chefes. É uma ótima pedida para quem gosta de games no estilo metroidvania com um tom obscuro e uma arte única.

Overall
8/10
8/10
Recomendação do Usuário
0 (0 votes)

Advertisement

Ixi! E agora, qual sua reação?

Gostei Gostei
1
Gostei
Uau Uau
0
Uau
Nãaoo Nãaoo
0
Nãaoo
Confuso Confuso
0
Confuso
AndyDaher